Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

Reconhecimento

Meu rosto não carrega aquela mesma expressão Não tenho certeza se o fio é de cabelo  ou de barba Meu olho escuro não revela o meu interior Parece mentir a todo momento
Como ter certeza do que os lábios dizem?
Eles falam bastante, mas, de frente ao espelho, eles se calam O reflexo é a carne O real não é o percebido
Escondido Só é revelado no momento de embriaguez Embriagado de faláceas inverdades Revelo-me a mim Enfrento-me.

Voltei

Após um tempo sem fazer publicações, voltei. 
Durante este tempo continuei com publicações na página "Flor de Macieira" no Facebook. Mas eu senti vontade de voltar, e voltei a fazer publicações neste blog. Espero que não mude mais de nome, mas se for preciso mudarei.
Já não tenho mais receio de colocar meu nome nas publicações, acho que estou encontrando meu caminho, minha poética. Acredito que daqui pra frente serei mais verdadeiro comigo mesmo.
Abraços!

Higor.