Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

Admirável Vida Nova

Uma foto publicada por Higor (@hgrcst) em Jun 25, 2016 às 9:33 PDT (Vitória vista da Terceira Ponte)
Faz um bom tempo que não escrevo nada, na verdade, que não posto. Isso porque quando comecei a escrever, tinha a intensão de escrever coisas legais, engraçadas, divertidas, mas, ao final de um texto, quando ia lê-lo, a sensação que eu tinha era de algo bem depressivo e melancólico. Talvez a forma como eu tenha exposto essa parte da minha história tenha feito tudo parecer triste, mas nem tudo foi bem assim.
Se tinha uma pessoa que estava sempre de bom humor, essa era minha mãe. Sempre cantarolando pelas ruas, devo deixar bem claro que ela não cantava muito bem, na verdade, era péssima e sempre errava a letra das músicas. Essa segunda parte eu herdei bem. A primeira parte também. Eu “tarra” que não me aguentava querendo escrever alguma coisa, daí pensei “o que, senhor?”, então me lembrei de minha mãe e decidi escrever sobre alegria. Ou quem sabe, felicidade?
A verdade é que talvez não esteja…

Desmotivacional 2016

Imagem: Tumblr
O ano mal começou e minha vida sofreu uma reviravolta. Como aqueles escritores de novela, quando estão perdendo audiência, daí eles começam a mexer na trama toda, matam personagens, desmascaram vilões, muita correria, babado e confusão. Não aconteceu nada disso comigo, mas as coisas mudaram e tive que me adaptar. Só não pirei porque sempre tive amigos de fé, irmãos e camaradas! Relembrando um pouquinho o passado. Assim que minha mãe se foi, eu fiquei morando na casa de minha família, sozinho, por duas semanas. Até que liguei pro meu pai e falei que iria me mudar. Uma amiga me indicou uma senhora que alugava quartos. Fui sem pensar duas vezes. Naquele dia meu pai disse que não poderia me ajudar, pois estava chovendo muito na cidade que ele morava. Então liguei para um táxi, nem dinheiro eu tinha, fiquei de pagar depois, só tinha o dinheiro contado para pagar o aluguel.
Não tinha malas, então eu coloquei tudo em enormes sacos de lixo. Definitivamente, não foi a maneira mais …